“Mais do que um canal de venda, nós humanizamos o digital”, garante Roberto Fulcherberguer

Diretor-presidente da Via Varejo debateu "Como a tecnologia e o digital transformam o mercado" no 8º Fórum LIDE de Varejo e Marketing com o vice-presidente de Operações da Raia Drogasil, Renato Cepollina Raduan, e o CEO da PETZ, Sergio Zimerman.

242010e0-e776-4fba-bc82-589520642394
Roberto Fulcherberguer: digital gerou oportunidades em meio à crise. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

A crise gerada pela pandemia do novo coronavírus afetou negativamente muitas empresas, mas também criou novas oportunidades de negócio para outras tantas. Esse é o caso da Via Varejo, que conquistou mais de 12 milhões de usuários no app durante a quarentena.

“Mais do que um canal de venda, nós humanizamos o canal digital”, afirmou o diretor-presidente da Via Varejo, Roberto Fulcherberguer. 

O executivo foi expositor do painel "Como a tecnologia e o digital transformam o mercado" no 8º Fórum LIDE de Varejo e Marketing. 

Fulcherberguer explica ainda que a plataforma é importante para o varejo, porém o que é mais importante é a relação com o consumidor.

“Como e onde comprar é decisão do cliente. Hoje, é ele quem decide o jogo”.

28df6541-d768-4a0b-a8e0-c2f1b61e8512
Renato Cepollina Raduan: aplicativos de mensagens facilitam as vendas. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Quem defende a mesma ideia é o vice-presidente de Operações de Loja, Multicanal e Expansão da Raia Drogasil, Renato Cepollina Raduan. Para o executivo, a omnicanalidade dá autonomia e prioridade ao cliente.

“Durante a pandemia, 80% dos brasileiros usaram o WhatsApp para falar com os varejistas. São os clientes que decidem onde, quando e como querem comprar”.

Mesmo com o crescimento digital, Raduan defende a excelência de atendimento em qualquer canal. “Temos uma lição de casa muito grande ainda, principalmente em personalizar os atendimentos presenciais”, explica.

28f62f8d-6657-49ee-b536-83ba1ca352f5
Sergio Zimerman: ominicalidade cresceu durante a pandemia. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Sinergia on-line e física

Seguindo na esteira do crescimento digital, a Petz também tem muito o que comemorar, segundo o CEO Sergio Zimerman. Isso porque a varejista de produtos para animais de estimação  fortaleceu seu canal digital.

“Nosso índice de omnicanalidade cresceu bastante. Quando abrimos uma loja física, aumentamos a loja on-line em seis vezes”, comemora.

Para Zimerman, que também levanta a bandeira da omnicanalidade, é essencial que exista sinergia entre o ambiente físico e on-line.“Para se ter uma ideia, a cada R$100 comprado on-line, R$76 vêm expedido por uma loja física”.

0d6975d1-759c-4fda-a599-57d0e33a63a4
Juliano Ohta celebrou a ampliação do alcance digital da empresa. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Juliano Ohta: 5 milhões de novos de clientes

O CEO da Telhanorte-Tumelero, Juliano Ohta, revelou, durante apresentação no painel “As transformações no cenário global e seus impactos", também neste sábado, que a empresa adquiriu 5 milhões de novos clientes durante a pandemia no Brasil. "Colocamos o digital como prioridade de ação e não deixamos apenas no plano de ideias", contou.

"Precisamos repensar as lojas grandes do passado para sermos mais eficientes no digital. As marcas que estão se saindo melhor são aquelas que não atendem apenas o cliente, mas a sociedade como um todo", defendeu da varejista, que integra o grupo Saint-Gobain Brasil - uma das maiores do mundo.

Para o presidente da Kaduna Consultoria e vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), Roberto Giannetti da Fonseca, que dividiu a apresentação do painel, a pandemia
possibilitou que um novo padrão de consumo se formasse. "Temos um consumidor diferente no pós-covid", disse.

e1f44030-c097-476e-a113-444bb89a3545
Caio Megale, economista-chefe da XP, fez a abertura do evento. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Caio Megale: 'o mundo está voltando' 

O economista-chefe da XP Investimentos, Caio Megale, demonstrou otimismo diante do cenário pós-pandemia na abertura do evento, na sexta-feira (2). "A economia ainda está desbalanceada e isso é notável. O varejo vem forte. De maneira geral, o mundo está voltando e as coisas estão andando", disse

"No início da pandemia, a opção era errar para cima. Fazer o que precisa ser feito. Não é uma reação de estimular a economia inicialmente, mas é uma reação de suporte e de manter as pessoas vivas", considerou Caio, que assumiu a chefia da XP investimentos em agosto, depois de deixar o governo.

Na ocasião, o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, manteve o mesmo tom otimista. O ano de 2020 entrará para história da humanidade, com impactos profundos no comportamento das pessoas. Daqui a 100 anos, essa pandemia estará nos livros, mas sintetiza o nosso aprendizado", disse.

RODRO
Vice-governador de SP, Rodrigo Garcia, está otimista. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

8º Fórum LIDE de Varejo e Marketing

Para debater o tema “As transformações globais e seus impactos no marketing, varejo, e no consumo brasileiro”, o 8º Fórum LIDE do Varejo e Marketing, um dos mais importantes eventos dos segmentos no país, reúne as principais lideranças empresariais do Brasil. O evento é híbrido.

Para a segurança dos envolvidos, foram elaborados rígidos protocolos de saúde, todos seguindo as recomendações das autoridades. No local do evento, há espaçamento entre os participantes, álcool  em gel e o uso obrigatório de máscara entre outras ações de sanitização.

0e403cfa-01d8-4238-9585-90e20b7fa6cdRígidos protocolos de segurança foram cumpridos no evento. (Foto: Gustavo Rampini/LIDE)